BLOG DA MD

Em duas semanas, mais de 20 escorpiões amarelos são capturados em Joinville

22/05/2019
11:09:54

Moradores do bairro Fátima em Joinville, no Norte do estado, estão preocupados com a presença do escorpião amarelo. Em duas semanas, a Vigilância Ambiental capturou mais de 20 animais dessa espécie. O aracnídeo é perigoso e a ferroada pode matar.

A vigilância fez uma busca ativa pelos escorpiões nos últimos dias, já que a maioria deles se concentra em um terreno cheio de entulhos. Mas os animais já apareceram em outras casas vizinhas. A Vigilância Ambiental diz que em breve o dono do terreno terá apoio para limpeza do espaço.

"Em conjunto com outros órgãos da prefeitura, a gente está tentando auxiliar o morador na limpeza adequada daquele local até para a gente não mandar as espécies de escorpião, não deslocar daquele local para outro", afirma a coordenadora da Vigilância Ambiental de Joinville, Nicoli dos Anjos.

O órgão acredita que os primeiros escorpiões podem ter vindo em carregamentos de hortifrúti de outras regiões.

Cuidados
Caso o morador encontre um escorpião, não deve tentar capturar o animal. O melhor a fazer é se afastar e ligar para a Vigilância Ambiental, no telefone (47) 3433-1660.

"Tem que entrar em contato com o serviço de Vigilância Ambiental e também, se houver um acidente, ele for picado por um desses animais, ele tem que ir para um dos hospitais de referência do município", explica a coordenadora.

Até a tarde desta quinta-feira (9), ninguém havia sido picado pelo escorpião. No ano passado, segundo a vigilância, houve um registro em Joinville, mas foi atendido. A espécie pode aparecer em qualquer época do ano.

"Ali ele encontrou uma condição favorável, que é um acúmulo de lixo, acúmulo de material orgânico, então tem muitos insetos e ele se alimenta especialmente de baratas. Então tendo esse oferecimento de alimento para ele, ele acaba se proliferando nessa região", diz a coordenadora.

O melhor jeito para evitar problemas é limpar os lugares onde ele pode fazer se abrigar e fazer o ninho, geralmente locais escuros e úmidos, embaixo de materiais que possam ter insetos - o alimento deles.


Fonte: www.g1.globo.com

Deixe um comentário

Nome *

E-mail *

Mensagem *