• A revoada dos cupins na primavera e no verão

    A revoada dos cupins na primavera e no verão
    Compartilhar:

    As revoadas são formadas pelos machos e fêmeas reprodutoras. Eles deixam seus respectivos ninhos
    em busca de um companheiro para iniciar uma nova colônia.

    Sob ação de hormônios sociais específicos dos cupins, as formas aladas são enviadas a
    compartimentos subterrâneos. Após a entrada o cupinzeiro é fechado por centenas de cupins
    operários, provocando uma compressão dentro das câmaras de espera.

    Em um determinado momento os cupins que estão trancados dentro do cupinzal começam uma intensa
    vibração com as asas, provocando um aumento da temperatura interna do cupinzal. Neste momento os
    cupins operários, abrem a saída e milhares de casais saem em revoada numa gigantesca e efêmera
    nuvem de insetos.

    Chamados popularmente de cupins, esses insetos da ordem Isóptera, são conhecidos como aleluias,
    siriri ou sarará em algumas regiões do Brasil. Os isópteros são insetos sociais como as abelhas e
    formigas.

    Atualmente, existem mais de duas mil espécies de cupins catalogados em todo o planeta. O traço
    comum entre as várias espécies é que todas se alimentam de estruturas ricas em celulose
    encontradas na madeira, papel, telas, tecidos, e gesso.

    As madeiras estão suscetíveis ao ataque de várias espécies de cupins. Quando o ataque é realizado
    por cupins de madeira seca, o primeiro sinal é aquele pozinho de minúsculos em forma de grãos
    duros que aparecem no chão próximo aos móveis.

    Empresas especializadas em descupinização podem tratar o solo da obra com uma substância que mata
    ou repele os cupins. Esse tratamento geralmente oferece proteção contra cupins por um período de
    pelo menos cinco anos.

    Controle de Pragas
    Para que o controle de pragas tenha êxito a primeira coisa a se fazer é identificar qual seu tipo
    específico e em seguida adotar uma estratégia de controle correta para sua residência, empresa ou
    indústria fique livre da praga em questão. É de suma importância o monitoramento e a prevenção
    para que a praga não retorne.

    Os ambientes urbanos têm uma vasta rede de esgoto e uma enorme quantidade de lixo, esses dois
    fatores quando não são administrados de forma correta criam um ambiente ideal para as tão
    indesejadas pragas.

    Elas comem de tudo e o lixo que produzimos é uma excelente fonte de alimento, assim como
    ambientes caseiros, onde eles encontram proteínas, carboidratos, gorduras e água, ou seja,
    alimentos necessários para a sua sobrevivência.

    Por isso a melhor forma de combatê-los é, sem dúvida, a prevenção e muitos dos problema poderiam
    ser evitados com a ajuda da população. Muitas das campanhas governamentais como as relacionadas a
    dengue, por exemplo, com a divulgação e engajamento da população, fizeram com que caísse
    drasticamente o número de casos da doença, mas não se pode baixar a guarda.

    Outros tipos de pragas podem ser evitados da mesma forma. O descarte de lixo em locais não
    preparados para o descarte que contribui para o aparecimento de pragas como os ratos, baratas e
    escorpiões.

    O controle de pragas se desenvolveu como uma ciência, existe um conhecimento empírico por trás do
    controle e para resolver cada situação específica. É preciso que a empresa contratada para o
    controle de pragas tenha experiência e a expertise necessária para cada ação.

    Ao contratar uma empresa de controle de pragas, você deve se certificar de que está licenciada e
    que tem funcionários qualificados.

    Fonte: terra.com.br
    Foto: Reprodução

    VOLTAR
    Compartilhar: